terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Nuvens - Suas Alturas

Boa leitores,
A um tempo atrás eu fiz uma postagem sobre como são formadas as nuvens.
Bom, hoje vamos falar de como calcular a altura delas, o qual é um método simples.

Vamos começar com alguns conceitos básicos:

Processo adiabático: é o processo termodinâmico que contém as variações de temperatura e pressão sem considerar as alterações no volume. Um volume de ar que sobe na atmosfera vai penetrando em áreas de pressões cada vez menores e, em consequência, vai se expandindo, provocando resfriamento.
No caso contrário massas de ar que se afundam na atmosfera ganham temperatura.

Transformações adiabáticas:

1- Razão adiabática seca: gradiente vertical do ar seco que é igual a: 1ºC/100m. Isso significa que, a cada 100m que o ar seco sobe, ele perde 1ºC.

2- Razão adiabática úmida: gradiente vertical do ar saturado, varia entre 0,4ºC/100m até 1ºC/100m, para cálculos utilizamos o valor de 0,6ºC/100m (2ºC/1000 pés), ou seja a cada 1000 pés nós perdemos 2ºC ou, a cada 100m perdemos 0,6ºC.

OBS: Gradiente do Ponto de Orvalho: a temperatura do ponto de orvalho decresce, em média, 0,2ºC/100m.

Ponto de Orvalho significa que, quando a temperatura chegar naquele ponto, a água presente na atmosfera irá se condensar, isso quase sempre se torna uma chuva, nevoeiro, entre outros...

Nível de condensação convectiva (NCC): é o nível onde o ar saturado se condensa e dá origem a nuvens. Neste nível a temperatura do ar é igual a temperatura do ponto de orvalho. A altura do NCC equivale à altura da base das nuvens.

Bom, depois de um monte de conceitos podemos prosseguir para o nosso cálculo de base de nuvens,
o qual tem uma fórmula simples:



H = 125 x (TT - TdTd)

H = Altura em metros
125 = uma constante definido por um cálculo matemático para os gradientes de ponto de orvalho e temperatura.
TT = Temperatura na superfície (ºC)
TdTd = temperatura do ponto de orvalho na superfície (ºC)

Vamos ao um exemplo:

1- Calcule a altura da base das nuvens, sabendo que a temperatura do aeródromo é de 20ºC e a temperatura   do ponto de orvalho é 16ºC.

H = 125 x (20 - 16)
H = 125 x 4
H = 500

Ou seja, as nuvens estão sendo formadas a 500m de altura.

2- Sabe-se que nuvens estão sendo formadas a 600m de altura, e a temperatura na base da nuvem é de 14ºC, calcule a temperatura do ponto de orvalho e temperatura no aeródromo.

Para a temperatura do aeródromo basta utilizar o gradiente adiabático seco, o qual diz que a cada 100m se perde 1ºC. Como vamos descer, a cada 100m vamos ganhar 1ºC.

1x6 = 6
Temperatura no aeródromo = 14 + 6 = 20.

Para a temperatura do ponto de orvalho no aeródromo basta utilizar o gradiente adiabático, o qual diz que cada 100m se perde 0,2ºC, no caso contrário vamos ganhar 0,2ºC, pois estamos descendo ao invés de subindo.

Sabemos também que no NCC a temperatura do ponto de orvalho é igual a temperatura, então Temperatura = 14, Ponto de Orvalho = 14.

Logo:

0,2 x 6 = 1,2
Ponto de Orvalho do Aeródromo: 14 + 1,2 = 15,2 ºC

-------------------------------------------------------------

Bom pessoal vou, ficando por aqui,
Espero que tenham entendido, e caso queiram tirar dúvidas ou mais questões,
podem entrar em contato via meu e-mail: igorponceips@gmail.com
ou enviar comentários nesta postagem.

Por hoje é só,
Até a próxima!

19 comentários:

  1. Esses dias mesmo estava lendo no livro de meteorologia essas razões adiabáticas....coisinha chata kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem nada de chato não kkkk, eu gosto bastante de meteorologia :)

      Excluir
  2. Show de post comando!

    Meteorologia foi uma das matérias que eu mais curti no teórico, esses cálculos e outros, são muito maneiro de se fazer.

    @Murilo Rodella: não tem nada de chato, a coisa é bem simples depois que se pega o jeito.

    No mais, tópico simples e explicativo, parabéns comando.

    Abraço
    Athos G.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara meteorologia muda nossa forma de ver o dia-a-dia hehehe

      show de mais!
      Valeu
      Abraço!

      Excluir
  3. Ai de se não gostar de meteorologia pra ver oque toma da namorada kkkkkkkkkkkkkkk
    Zueira Igor, ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      pois é né, namorada meteorologista, ai a gente puxa a sardinha pro nosso lado né hehehe...
      Valeu cara!

      Excluir
  4. Igor,me corrija se eu estiver errado,mas como está descendo, o certo não seria pela RAS de 1,0? e a RAU não seria utilizada somente dentro na nuvem após o NCC?

    ResponderExcluir
  5. Em nenhum momento utilizei RAU, naquela questão você confundiu RAU com o Gradiente do Ponto de Orvalho, que é 0,2ºC a cada 100m...

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Ao viajar para o Nordeste (João Pessoa) eu percebi que parece que as nuvens estão mais próximas do solo do que no Rio de Janeiro. Parece que o céu está mais próximo, vc tem alguma explicação cientifica para a altura das nuvens lá? Elas são mais baixas que as do RJ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente, não hehehe, também não sei se é possível, e outra depende do tipo da nuvem que você está observando... as vezes a que você viu no Rio de Janeiro é um tipo diferente que você viu em João Pessoa.

      Excluir
  8. Muitooo Boa a explicação
    parabens !!!

    ResponderExcluir
  9. Showw!!! procurei igual louco só achei no blog!

    ResponderExcluir
  10. poderia me ajudar com esta questão :

    Calcular a altura da base das nuvens cumulus, sabendo-se que a temperatura do ar ao 800 metros é 13 graus e a temperatura do PO a 500 metros é 8 graus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André, simples, você deve calcular a temperatura do ponto de orvalho a 800 metros pra assim a gente conseguir utilizar a fórmula H=125x(Temp-TempOrv).

      Para 800m a temperatura do Ponto de orvalho vai ser:
      800-500 = 300m
      3*0,2ºC = 0,6ºC
      8-0,6 = 7,4ºC o Ponto de orvalho a 800m

      Agora vamos utilizar a fórmula.
      H=125x(13-7,4)
      H=125x(5,6)
      H=700

      Ou seja as nuvens estão sendo formadas a mais de 700m da altura de 800m, logo 700+800m = 1500m.

      Enfim, a base das nuvens é de 1500m.

      Espero que tenha entendido!

      Excluir
    2. Ou então podiamos regredir a temperatura do ar de 800m até a superficie, o que daria 21°C (13 + 8) e a do ponto de orvalho que daria 9°C (8 + 1).
      Entao teriamos:

      H=125x(21-9)
      H=125x(12)
      H=1500m

      Excluir
  11. Muito boa explicação, finalmente entendi, Deus te abençoe e Jesus te ama.

    ResponderExcluir
  12. Ola
    Leigo falando: a altitude não seria importante para esse cálculo pois que é determinante para a T, UR, PO. Quero dizer, uso a mesma formula para Campos do Jordão e Ubatuba?

    ResponderExcluir